Editorial

No final do mês de Setembro último, a convite de uma instituição de saúde angolana, quatro médicos da área da Pediatria, ligados, entre outras instituições (como o Hospital de Santa Maria), ao Centro de Desenvolvimento Infantil DIFERENÇAS, deslocou-se a Luanda, a fim de participarem numa formação específica nas áreas do neurodesenvolvimento e da neuropediatria.

A reunião, com elevada participação, foi aberta a interessados não médicos, como educadores, professores, psicólogos e terapeutas, sem esquecer os pais. Com um horário muito alargado (das 8:00 às 20:00 h), foi grato verificar que ninguém arredou pé; e que os participantes exibiram, permanentemente, um entusiasmo sem par.

Após o simposium, algumas das forças vivas angolanas ligadas a estes afazeres, de entre as quais não podemos deixar de destacar o insigne Prof. Luís Bernardino, provavelmente o mais prestigiado pediatra angolano, e o Dr. Manuel Leite Cruzeiro, figura de proa na área da neuropediatria do mesmo país, mas, também muitas outras personagens, sobretudo ligadas à educação, solicitaram uma reunião ao Director Clínico do Centro DIFERENÇAS, com o objectivo de colherem informações e inspiração para a criação de um Centro de Desenvolvimento Infantil em Luanda, talvez com o figurino jurídico de Organização Não Governamental Sem Fins Lucrativos.

O Director Clínico do Centro de Desenvolvimento Infantil DIFERENÇAS comprometeu-se a desenhar um esboço de uma instituição similar àquela a que preside, embora naturalmente adaptada à realidade angolana. No rascunho entretanto enviado para Luanda, ficou bem claro e patente o compromisso e o engajamento do seu autor, quer em nome pessoal, quer institucional, ao nobre objectivo de se montar em Luanda uma estrutura de apoio às crianças com perturbações do neurodesenvolvimento, sobretudo as mais vulneráveis e com Perturbações do Desenvolvimento Intelectual.

Oxalá os nossos interlocutores angolanos reúnam a força e o ânimo para levar a bom porto este projecto e belíssimo sonho.

 

Anúncios

Os comentários estão encerrados.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: